quarta-feira, 17 de agosto de 2011

MY LAST DAY IN THE CITY OF HOMER

Bom dia leitores!! Como anda a vida??

Primeiramente queria me desculpar por ficar tanto tempo sem postar! Desde minha viagem à Grécia muita coisa aconteceu e eu simplesmente não tive tempo de sentar e escrever! Juro que não é mentira e que não foi preguiça nem enrolação.

Bom, comecei a escrever esse post há muito tempo mais só agora consegui postar, e o fato é que já estou no Brasil! Já deu pra perceber que tenho muita coisa pra contar, né? Assim, vou tentar deixar esse post o mais curto e simples possível de forma que nao fique "mais chato que o normal" pra vocês! hahaha. Vamo lá!


GLOBAL VILLAGE

Tivemos a nossa segunda e última Global Village. Não foi no shopping como a primeira, mas numa ruazinha muito famosa daqui. Foi muito legal porque dessa vez foi um evento grande e contou até com a presença da imprensa e do prefeito! Foi ótimo ver todos os países juntos pela última vez, e deu pra trocar alguns souvenirs.

Io e Rafaelle, mi amico italiano.

Malásia, Brasil, China, Romênia, Brasil e China.

Brasileiros em Izmir!

Mis amigos mexicanos.

Nós no Global Village!

ADALAND AQUAPARK

Fomos num parque aquático, o Adaland. Ele é bem famoso aqui na Turquia e se intitula como o "maior da Europa". Quando me falaram isso da primeira vez eu perguntei: "Porque o maior parque aquático da Europa fica na Ásia?", e eles ficaram putos. hehehe. Izmir, como quem acompanha o blog já sabe, fica na região chamada "A Turquia do Mar Egeu" e as pessoas aqui gostam de achar que são européias. Mas ok, o fato é que mesmo que aqui fosse Europa, eu duvido que esse parque seria o maior (acho que até o Wet'n Wild de SP supera).
Lá tinha também tipo uma "boate aquática" (vejam as fotos) e eu acho que o DJ era brasileiro porque tocaram muitas músicas em português, algumas que eu nem conhecia! =)
No geral, gostei do parque, deu pra divertir bastante lá!

Esse é o maior tobogã do parque. Não achei grande coisa.

"Boate Aquática", hahaha.

Eu na entrada.

Galera na boate aquática!

TROY TOUR

Chegamos de Adaland e corri em casa para arrumar as coisas e ir para Eskisehir, onde nos juntamos ao Troy Tour, organizado pelo CL de lá. Viajamos a noite inteira (11 horas) e mal deu pra dormir no ônibus. Além disso, chegamos na hora de começar e nem deu pra descansar direito.
Fiquei de cara com o CL de lá, é uma grande casa velha bem fudida, suja e desorganizada. E bota suja nisso (vejam as fotos).

Mas bom, fomos 11 pessoas de Izmir, entre elas a Bárbara, a outra brasileira que está aqui. Lá, conhecemos o Lucas, um brasileiro de São Carlos que está fazendo um DT em Bursa. Depois disso chegaram mais 4 brasileiros. Dois deles eu já conhecia da Blue Aegean Tour: o Otávio, de Porto Alegre que está fazendo um MT em Gaziantep e o Humberto, de Brasília, que esta fazendo um DT em Eskisehir. Já deu pra ver que o bonde do Brasil dominou né? hahaha. Português foi a língua oficial da viagem! Ensinamos a galera a dançar "Ahh Muleque!" e a fazer "Antônio Nunes", hahahaha. Também fiz amizade com dois costa-riquenhos muito legais que estão fazendo MTs em Bursa: o Esteban e a Alicia. 

Mas voltando ao assunto, o primeiro dia foi meio chato, pois fomos conhecer Eskisehir e visitamos muitos museus, além de eu ter detestado o almoço (entrou pro meu TOP 3 piores certo). Fomos também à um daqueles muros de escalada sabe. Foi divertido, mas não me arrisquei. hehehe. Só que eu, o Lucas e a Bárbara demos uma de bobos e subimos a torre de escalar pela escada de emergência e levamos um esporro! =)
À noite saímos para uma balada, que foi até legalzinha, mas tivemos que dormir no ÔNINUS e SEM BANHO (isso aconteceu na BAT também, vou xingar muito no twiter hoje, é muita falta de sacanagem). No outro dia teve um passeio de barco. Sério, acho que foi meu sexto passeio de barco aqui na Turquia e já estou cansado, mas até que foi legal. No último dia fomos À Trio e ao Templo de Atena. Não sei porque mas sempre pensei que a cidade fosse fictícia e me surpreendi em descobrir que não era! 
Conheci muitas ruínas durante meu tempo na Turquia mas, pra mim, nenhuma foi tão fascinante quanto Troia. Acho que é porque a história de lá é muito famosa e é indescritível a sensação de estar no lugar onde provavelmente tudo aquilo aconteceu!
Algo que achei muito interessante foi a história da descoberta da cidade. As ruínas foram descobertas por um arqueólogo alemão muito rico que era fã da obra de Homero e não acreditava que Troia fosse apenas um mito. Dessa forma, ele financiou do próprio bolso inúmeras escavações na Grécia e na Turquia (na região onde se passa a história da Guerra de Troia), até que a encontrou! Ela estava soterrada em 6 camadas, sendo que as mais profundas ainda não foram desenterradas. Por isso, somente uma parte do sítio arqueológico está aberto para visitação. Na Turquia, assim como na comunidade cientifica em geral, há uma postura dúbia em relação à ele, isso porque suas expedições acabaram por danificar parte das ruínas e incontáveis registros históricos se perderam. Por outro lado, se não fosse por ele, talvez Troia ainda fosse considerada obra da mente do autor de Ilíada! Pra mim, foi sensacional andar por aquelas ruas imaginando como as pessoas costumavam viver por lá há mais de 2000 anos atrás! 

Mas voltando ao assunto, gostei muito de conhecer os brasileiros lá. Ficamos bem amigos e combinamos de ir pra Bursa (onde o Lucas morava) no outro fim de semana, mas falo disso mais pra frente.

Café-da-manhã em Eskisehir.

Tia Goreth veio pra Turquia e não avisou ninguém.

Torre de escalada.

Nóis no fim da balada.

Troy Tour!

A reconstituição do cavalo de Tróia.

Nóis no templo de Atena.

Ruínas do Templo de Atena.

Muito bonita a vista do alto de templo.

PAMUKKALE

Após a Troy Tour meu projeto já tinha acabado e eu ainda tinha 2 semanas na Turquia! Fui viajar então, né?! hehe.

A primeira parada foi Pamukkale ("castelo de algodão", em turco), um lugar muito bonito que fica próximo de Denizli. É um um conjunto de piscinas termais calcárias que formaram gigantescas bacias de água, e que descem em cascata numa colina. Além disso, lá também tem muitas ruínas e as "Piscinas de Cleópatra" (não sei se ela costumava nadar por lá, mas as piscinas são naturais, muito antigas e incrivelmente bonitas). Pena que não nadamos porque só tínhamos um dia pra passar lá e ainda tinha muita coisa pra ver! Mas valeu muito a pena ter ido (vejam as fotos!).

As piscinas naturais.










CAPADOCCIA


Após Pamukkale finalmente fui à um dos lugares que mais quis conhecer na Turquia: a Capadoccia, que é uma região histórica e turística da Anatólia Central. E não é atoa que lá é um dos lugares mais visitados da Turquia: é simplesmente linda e diferente de tudo que eu já vi na vida, mesmo em fotos. As formações rochosas são impressionantes e o lugar é cheio de cavernas. Pra vocês terem ideia, as pessoas lá moram em cavernas e eu mesmo fiquei hospedado em uma. E, ao contrário do que pode parecer, é tudo muito bem adaptado e confortável, uma experiência única!
Lá fomos para a "Turkish Night", que é uma noite com comidas e bebidas típicas com um show de dança turca para entreter e uma boate no final, foi ótimo!
Teve também o passeio de balão que foi tão legal quanto caro. Paguei 100 EUROS por 1h de passeio. É caro, mas vi gente pagando até 180 euros pelo mesmo serviço (lá tem muito disso: você tem que dar a sorte de comprar no lugar certo, com a pessoa certa e na hora certa pra não ser "assaltado"). Antes do passeio teve até um mini café-da-manhã e no final brindamos com espumante e recebemos um "certificado".
Também fizemos dois tours pela região, onde fomos há vários lugares interessantes. Entre eles, destaco a cidade subterrânea, que foi construída há muito tempo como alternativa e proteção para eventuais tempos de guerra, a fábrica de potes de barro (foi demais!) e a vinícola (de longe os melhores vinho e suco de uva que já experimentei).
Conheci uma brasileira lá, a Daiane, que é de Goiânia e tava viajando com um amigo americano. Foi bom conversar em português! hehehe. Também raxei de rir dos casos que ela contou!

Eu e Yi, da China.

Turkish Night

Eu e Daiane na Turkish Night.

Pame. mexicana, fazendo seu item de barro na fábrica de potes. hahaha.

Lojinha da fábrica de potes.






Cidade subterrânea. Passamos por lugares muito apertados! Dá um pouco de claustrofobia.

Enchando o balão para o voo!

Eu no Balão.

Inesquecível.

Eu e os italianos que estavam no mesmo balão que eu recebendo os certificados!

"BURSA TOUR"

Bom, da Capadoccia fui direto pra Bursa, onde fizemos o "Bursa Tour" que, como já comentei anteriormente, nada mais foi do que um encontro de brasileiros que estavam na Turquia!
Fomos eu, Lucas (São Carlos), Bárbara (Floripa), Bárbara (Porto Alegre), Otávio (Porto Alegre), Camila (londrina) e 2 costa-riquenhos que ficaram muito amigos nossos (já falei deles!). O Humberto (Brasília) teve um imprevisto e não pode ir.

Bom, foi muuuuuuuito legal! Conhecemos a cidade, que é muito bonita e fomos no CL de Bursa. Sério, fiquei muito impressionado. A Aiesec Bursa fica numa casa ENORME (deve ter tipo uns 10 cômodos ou mais) no topo de um castelo de uma região nobre da cidade. Não tenho certeza, mas parece que cada área tem sua própria sala, até o presidente tem uma só pra ele!
Fomos num teleférico famoso de lá e no outro dia fomos fazer Wakeboard! Gostei muito! hahaha. Pra quem não sabe, wakeboard é aquele esporte que você fica numa prancha segurando um negócio enquanto um barco te puxa. Só que no lugar que fomos é tipo um gancho que te puxa, e não um barco. Isso tem um nome, só que esqueci,  mas é relativamente comum na Europa e, pelas minhas pesquisas, ainda não chegou ao Brasil! Mas bom, a verdade é que parece fácil mas não é! Ninguém conseguiu ir em pé o trajeto todo e depois de muitos tombos consegui ir ajoelhado na prancha. Mas valeu a experiência!
No outro dia fomos ao shopping e patinamos no gelo. Por mais incrível que pareça, eu nunca tinha patinado antes e tomei um tombasso! Mas até que me saí bem depois!

Escritório da Aiesec Bursa.


Curti o Facefood!

Wakeboard!

Tombo foi o que mais teve.

Nós indo para o teleférico.

HAHAHA. Vocês não tem ideia de como foi dificil tirar essa foto!


Causamos na montanha! Até sambamos, depois posto o video!

IZMIR TOUR

Depois do Bursa Tour o Lucas resolver ir conhecer Izmir e nós fizemos o "Izmir Tour". Ele ficou lá em casa e foi muito engraçado.Não sei se comentei, mas ele estuda mágica e sabe fazer uns truques bens legais, meus hosts adoraram! hahaha.

Não fizemos nada demais, apenas fomos à alguns lugares turísticos, como a clock tower (que é o símbolo de Izmir) e um elevador de não-sei-quantos 1000 anos. Na primeira noite fomos à um "Karaoke Bar", cantamos muito e foi bem divertido! No outro dia fomos à praia, em Çesme (já falei de lá várias vezes aqui no blog) e também foi legal! Fizemos um buraco na areia pra ver se a Bárbara caia no maior estilo Dani Bolina, mas nem rolou! Foi engraçado fazer, de qualquer forma!

Ah, por coincidência o Lucas e eu voltamos no mesmo voo pro Brasil! Mundo pequeno!

Clock Tower, o símbolo de Izmir.

Na Turquia também tem Elevador Lacerda!!!

Vista do restaurante no alto do elevador!

Karaoke Bar

Buraco da Babu!

Çesme.

Bom, acho que é isso! Vocês não tem ideia do quanto incrivelmente resumido está este post, mas decidi fazê-lo num estilo diferente dos outros, e acho que ficou melhor assim! Me falem o que acharam depois.

Ah, só pra justificar o título, eu comecei a escrever este post no meu último dia em Izmir que, não sei se já falei, é onde Homero viveu e escreveu sua Ilíada! =)

E também não sei se estou esquecendo de algo, provavelmente sim, mas ainda pretendo postar uma última vez antes de abandonar o blog, então não tem  tanto problema.
E sim amigos, infelizmente vou parar de postar. O blog cumpriu seu objetivo, que era me ajudar a compartilhar minha experiência na Turquia com vocês, e agora que eu já voltei pro Brasil ele não tem mais sentido! De qualquer forma não pretendo excluí-lo e devo voltar aqui de vez em quando só pro blogger lembrar que eu existo e não resolver me deletar por falta de uso! =)

A gente se vê no último post, que deve ser ainda essa semana! Até!